quinta-feira, 11 de junho de 2015

TCS e Centro Paula Souza Fecham Parceria

TCS e Centro Paula Souza fecham parceria para oferecer capacitação para jovens das Etecs e Fatecs
Nesta primeira fase, a expectativa é de que sejam atendidos mais de 1.000 alunos, e há possibilidade desses jovens serem recrutados para ocupar 50% das vagas
de BPO e Trainee oferecidas pela TCS ao longo do ano 



Tata Consultancy Services (TCS), empresa líder em serviços de TI, consultoria e soluções de negócios, lança o Enable, um programa de voluntariado que capacitará alunos de unidades de ensino técnico e tecnológico do Estado de São Paulo. O CEO Mundial e Diretor Executivo da TCS, N. Chandrasekaran, veio ao Brasil para efetivar a parceria junto ao Centro Paula Souza, representado pela Diretora-Superintendente, Laura Laganá. 
A parceria foi consolidada com as Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais, que totalizam 282 unidades de ensino e 285.000 alunos. Serão módulos mensais de duas horas, com capacidade para 150 estudantes, tratando de temas da área tecnológica – e com expectativa de recrutar alguns dos alunos para fazer parte da equipe de profissionais da TCS no Brasil.
“É muito importante ter uma parceria com uma instituição como o Centro Paula Souza e investir em projetos e iniciativas que proporcionam valor e aprendizado para a comunidade local”, explica o CEO Mundial e Diretor Executivo da TCS, N.Chandrasekaran. O executivo complementa: “Queremos reforçar a cultura organizacional da empresa através do compromisso e da interação com a sociedade na qual estamos inseridos, visando fomentar valores como espírito de equipe, comunicação, sinergia e o orgulho de ser um TCSer”.
“Parcerias como essa aproximam nossos estudantes das tecnologias disponíveis no mercado, tornando-os mais competitivos”, afirma Laura Laganá, Diretora-Superintendente do Centro Paula Souza.

O Enable é parte do TAAP (TCS Affirmative Action endeavours), programa global de voluntariado da TCS, que visa gerar maior empregabilidade entre os estudantes, fazendo a diferença na vida destes jovens. Outro objetivo do Enable é encorajar os colaboradores da TCS a participarem do programa. Este é o segundo projeto de capacitação de estudantes da TCS Brasil, que em setembro de 2014 iniciou o programa de trainee ILP (Initial Learning Program), cuja expectativa é recrutar cerca de 200 profissionais de todo o país nos próximos 5 anos. O programa Enable também visa ser um projeto nacional e, atualmente, busca parcerias com as escolas de outros estados.
Sobre a Tata Consultancy Services Ltd. (TCS)
A Tata Consultancy Services é uma empresa de consultoria de serviços de TI e soluções corporativas que oferece resultados reais para negócios globais, garantindo um nível de segurança que nenhuma outra empresa pode igualar. A TCS oferece uma equipe de consultores próprios e um portfólio integrado de serviços de TI, BPS, infraestruturaengenharia  e serviços de garantia. A entrega é realizada através de seu modelo exclusivo chamado Global Network Delivery Model™, reconhecido como referencial de excelência no desenvolvimento de software. Como parte do grupo Tata, o maior conglomerado industrial da Índia, a TCS conta com mais de 319 mil dos consultores mais bem treinados do mundo, em 46 países. A empresa gerou uma receita consolidada de US$ 15,5 bilhões no exercício fiscal encerrado em 31 de março de 2015, e está listada nas bolsas de valores National Stock Exchange e Bombay Stock Exchange na Índia. Para mais informações, acesse www.tcs.com
Informações para a imprensa:
Sing Comunicação de Resultados
Raul Assumpção,Janaina Leme, Vânia Gracio, Tatiane Dantas e Melissa Sayon
Fone: (11) 5091-7838

tcs@singcomunica.com.br

Cré
ditos: Luiz Doro

Legenda: Foto 1 - da esquerda para direita: Henry Manzano, CEO para a América Latina da TCS, N.Chandrasekaran, CEO Mundial e Diretor Executivo da TCS e Laura Laganá, Diretora-Superintendente do Centro Paula Souza.

Legenda: Foto 2 - da esquerda para direita: Laura Laganá, Diretora-Superintendente do Centro Paula Souza, N.Chandrasekaran, CEO Mundial e Diretor Executivo da TCS e Henry Manzano, CEO para a América Latina da TCS, 



terça-feira, 9 de junho de 2015

Água de reuso – Uma boa alternativa







Água de reuso – Uma boa alternativa
 Mario Rocha Medeiros/ Milton Cesar Fernandes/ Luciano Obage Ferreira*

A lei nº 9.433 de 8 de janeiro de 1997, em seu Capitulo II, Artigo 20, Inciso 1, estabelece entre os objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos a necessidade de “assegurar à atual e às futuras gerações a necessária disponibilidade de água, em padrões de qualidade adequados aos respectivos usos”. Um grande desafio de nosso tempo é preservar a água potável ainda disponível, que não passa dos 2,5 %. Portanto, é necessário “reduzir e reutilizar”.
O reuso da água reduz a demanda sobre os mananciais devido à substituição da água potável por uma água de qualidade inferior, porém, uma alternativa eficiente e racional acerca da problemática do uso da água nos dias de hoje, não só na prática industrial, mas também no uso doméstico e urbano.
Pensando no desenvolvimento sustentável, na mitigação de impactos e também na economia, a equipe do Departamento de Meio Ambiente da Equipav, junto à gestão de obras do Corredor Oeste no trecho Jandira-Osasco (KM 21), adotou a utilização de água de reuso na rotina dos trabalhos nas obras por meio da parceria e contrato com uma empresa da região que possui estação de tratamento de águas residuais de modo adequado e seguro. Nas operações das obras é necessário umectar as ruas periodicamente, regar árvores transplantadas, paisagismo vegetal, bem como lavagem de caminhões, entre outros. Sendo assim, o uso de água potável para tais atividades, para nós, é contrario a filosofia sustentável que almejamos.
Por exemplo, utilizando dois caminhões pipas diários de água de reuso nestas atividades (exceto consumo), é possível reduzir para aproximados 660m³ de água potável no mês. Desta forma, vemos que a água de reuso é uma alternativa ecologicamente correta e economicamente rentável.

*Departamento de Meio Ambiente do Consórcio Equipav/ Empo, responsável pelas obras do Corredor Oeste no trecho Jandira – Osasco (KM21)
Sobre o Corredor Metropolitano Itapevi/São Paulo – Corredor Oeste
O Corredor Metropolitano Itavei/São Paulo foi projetado para ligar os municípios da região oeste da Grande São Paulo e terá um total de 23,6 km de extensão, passando pelos municípios de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba, Osasco e São Paulo (Butantã) e juntos somam 12,5 milhões de habitantes.
O trecho de Carapicuíba tem extensão de 2,2 km e o projeto prevê a construção de terminal no Km 21 (com integração à estação de trem da CPTM), duas estações de embarque e desembarque de passageiros, viaduto e alças de acesso.




Segundo avaliação da EMTU/SP, cerca de 90 mil de passageiros serão beneficiados diariamente pelo Corredor Metropolitano Itapevi/São Paulo e, só no trecho Jandira-Carapicuíba, cerca de 30 mil pessoas por dia. A expectativa é que após a conclusão das obras o tempo de viagem diminua consideravelmente.


segunda-feira, 8 de junho de 2015

Venham para o nosso Arraial!


terça-feira, 2 de junho de 2015

Concurso "Um Registro Ambiental de Carapicuíba" - Fotografia Premiada

Fotografia Premiada: O Aldeão
Aluna: Aline Araújo
1º Módulo de Processos Fotográficos Noturno

Outras duas fotografias também foram muito bem avaliadas, dentro da proposta do concurso, merecendo destaque e certificação da Unidade Escolar:



2º Lugar: Aline Alves Matos


3º Lugar: Joyce Cristina Silva França


PARABÉNS À TODOS OS ALUNOS PARTICIPANTES!